×

Sobre o Observatório

O Brasil e o mundo vivem hoje um momento em que informações são transmitidas em velocidade nunca vista. Com a internet, porém, essa agilidade não é acompanhada pela devida responsabilidade com a checagem da informação.

Nas últimas eleições no Brasil, vimos a força dessa nova realidade materializar-se por meio das redes sociais e aplicativos de trocas de mensagens, levando muitas vezes à manipulação da vontade popular e à geração de falsas polêmicas. O debate sobre propostas para as questões sociais que o país sofre foi substituído pela discussão a respeito de valores e costumes, muitas vezes com argumentos falsos ou distorcidos.

Neste contexto, o povo brasileiro elegeu um presidente que atingiu níveisde popularidade extremamente elevados nas redes sociais, oferecendo propostas vagas, que demandam por mais esclarecimentos e melhor compreensão. Diante disso, o que esperar do governo?

O Observatório da Democracia nasceu dos questionamentos levantados durante os encontros de um grupo formado por sete fundações partidárias Cláudio Campos (PPL) – Lauro Campos (PSOL), João Mangabeira (PSB), Leonel Brizola – Alberto Pasqualini (PDT), Maurício Grabois (PCdoB), da Ordem Social (PROS) e Perseu Abramo (PT). Trata-se de um grupo aberto à novas adesões. Nosso compromisso é com a manutenção da soberania e da democracia no País. Para isso, é absolutamente necessário monitorar o governo atual e posicionar-se em relação a ele, a partir da produção de informações consistentes e verdadeiras.

Num esforço conjunto, iremos, a partir de agora, acompanhar temas como Soberania, Infraestruturas, Produção e Inovação, e as Dimensões Sociais e Ambientais das práticas do atual governo. Este acompanhamento será sistemático e o conteúdo produzido será divulgado por meio de relatórios periódicos. Os dados, levantados e checados, vão subsidiar aqueles que, como nós, procuram compreendero atual governo.

 O exercício de juntar sete Fundações Partidárias para analisar o campo político que está no poder é uma iniciativa inédita necessária no Brasil atual e apontará caminhos para formulações conjuntas. Este portal é um espaço aberto para a contribuição e participação da sociedade civil e para a academia. Na era da desinformação e da mentira nossa matéria prima é a informação séria e fidedigna.